1.

Mari Mari, 19. Fotografia & Sex Pistols & Cinema Trash. @mriczr no instagram.

sexta-feira, agosto 21, 2015

Tentando & Horns

1. Sabe quando aconteceu alguma coisa, e você tenta esquecer, mas essa coisa começa a te consumir, e aí seu maior inimigo se torna o medo de um dia se olhar no espelho e só enxergar a coisa em questão? E você sabe que as pessoas não vão mais te foder tanto hoje em dia, mas seu lado irracional insiste em ser mais forte e atribuir SIM todo esse poder a elas? Então.
Eu to tentando, juro que to, mas tá foda.

2. Caro leitor, se você não tiver nada para dizer sobre um texto, evite "é, também me sinto assim as vezes, sei como é, bjs" e derivados. Não seja falsiane. Sempre tem mais de um assunto no post e eu vou entender se você só quiser comentar a indicação de filme. Obgda.

3. Reparem a frequência com que eu indico coisas do Daniel Radcliff por aqui. É que eu acho ele um puta ator (muito melhor que a superestimada Emma Watson, cá entre nós) e também tem o fato de que o blog é meu etc. Horns é sobre um infeliz que está sendo acusado pelo assassinato de sua namorada, mas um belo dia ele acorda com chifres na cabeça (isso mesmo), que parecem fazer com que as pessoas confessem coisas descontroladamente para ele.
O filme é bom, tem bastante humor negro e excelentes atuações, mas eu vou avisando logo que o final é bem louco. Meio exagerado até. Se você tiver netflix, tem lá.
 

sexta-feira, agosto 14, 2015

Drama & Orange is The New Black

atualização 14/08: fiz uma pequena modificação no título. Acho que eu estava chamando atenção para o ponto errado. Troquei por "drama", mais neutro.

1. Assisti a esse vídeo outro dia, tem por volta de quatro minutos e é em inglês, então se vc não falar inglês ou não estiver a fim de ver, é sobre um dude que dá de cara com o estuprador dele no "pessoas que você talvez conheça" do facebook.
Ele descobre que tem amigos em comum com o cara, stalkeia o cara e aproveita pra se torturar bastante. O vídeo é daqueles que você vê e depois conclui que é tudo uma merda, as pessoas te fodem e fica por isso mesmo, se você der azar a vida ainda vai te empurrar aquelas pessoas goela abaixo de vez em quando, amargas como remédios.
Filmezinho bem didático. É bom ver que eu não sou a única a não conseguir seguir em frente.
Fobia social é o drama do momento. Não sei lidar com esse tipo de coisa.
Tudo que conta na real é o risco da sair de casa e dar de cara com o Trauma, na festinha, no shopping, na padaria. Prefiro não sair. Cobrança pessoal ainda me leva a tentar de vez em quando, mas acabo fingindo que estou passando mal.

2. Terminei a segunda temporada de Orange is the New Black ontem e WOW. Sério, se você é do tipo que largou nos cinco primeiros episódios porque não aguentava mais olhar pra cara da Piper: Insista. Vale a pena mesmo. Piper não melhora, mas ela se torna só mais uma com o tempo.
De todas as minhas personagens favoritas, destaco a Poussey por identificação. Me vejo tomando as mesmas atitudes no lugar dela. Dividimos o signo também, mas eu não acredito nessas coisas e é mera coincidência, claro. Óbvio.
...E a Red. Cara, são muitos motivos. É muito amor. Pra começar, o sotaque russo dela. Russo, gente, puta que pariu. O cabelo dela. As atitudes dela. Sem falar que ela foi presa por causa da Máfia. Deixa eu repetir: máfia. E ela sempre tem uma frase foda pra dar na cara dos outros. Por favor, Red, me coma.

terça-feira, agosto 11, 2015

Astrologia, filmes gays e fotografia

1. Nossa, que saudade de escrever um post pessoal e depois me arrepender amargamente por ter escrito coisas íntimas na internet e de quebra ainda me odiar por semanas <3.
Sinto falta de posts sinceros, já que eu excluí ou nem sequer publiquei a maioria deles. Muitos foram para o vácuo porque não estavam bons, mas outros eu realmente gostaria de poder ler de novo, só que na época eu estava arrependida e era mais fácil excluir aquele texto e fingir que eu nunca publiquei aquelas coisas. A verdade é que não adianta de porra nenhuma, já que a opção "excluir a babaquice que eu falei" não existe na vida real, mas um pouco de hipocrisia nunca matou ninguém.
Não dá mais empurrar toda a minha merda para de baixo do tapete e fingir que eu nunca fiz nenhuma dessas coisas estúpidas. Mas eu posso culpar meu mapa astral horrível, é claro. Simples assim. E talvez seja ainda mais imbecil recorrer à religião ou a superstições (porque, convenhamos, no fim dá tudo no mesmo) para poder lidar com as próprias cagadas. Eu entendo se você pensar assim. Eu mesma pensava assim, mas, honestamente, acabei descobrindo que atribuir meu comportamento ao meu sol em Áries é muito mais reconfortante do que aceitar que eu---- fato censurado porque, bem, é a internet.
É me odiar ou culpar meu ascendente (escorpião).

2. To querendo indicar um filme, então okay, vejam Kill your darlings. Se você tem pacote now+HBO, tem de graça lá. Se não, deve ter de graça em algum lugar da internet. Sempre tem. A história é foda, tem bastante gente bonita, tretas, romances viscerais e assassinato. Tudo isso com bastante sexo gay. Sem erro mesmo.

3. Criei um tumblr para as minhas fotos, porque página no facebook é uma coisa muito tosca mesmo. Sou amadora pra cacete, mas é bom ter um lugar pra jogar as melhores. VAI QUE, né. Pra quem quiser seguir, curtir, reblogar, rir da minha cara, etc: mriczr.tumblr.com